Salmão assado com molho

Salmão assado com molho

Por Vovó Matilda 30 de setembro de 2014 0

Galeria Salmão assado com molho O salmão é um peixe carnudo e é um dos mais consumidos no Brasil. É considerado como carne branca embora possa variar de cor, pois o pigmento rosado provem de algas que os camarões se alimentam e quando o salmão come os camarões tinge a sua carne. Por isso há uma variedade muito grande de tonalidades. O preparo mais comum é assado, porém, o salmão é um peixe mais sequinho então usar um molho para acompanha-lo ou sobre ele faz o prato ficar delicioso. Preparando o salmão com molho, os acompanhamentos são basicamente salada e arroz branco, portanto é prático e fácil de fazer. Dificuldade Fácil Instruções Coisas que você precisa 500g de filé ou posta de salmão 3 maracujás grandes 2 colheres de sobremesa de suco de limão noz moscada a gosto 1 limão 1 colher de chá de mel 2 colheres de farinha de trigo 1/2 xícara de chá de suco de laranja sal a gosto 1 cebola picada 2 colheres de manteiga ou margarina Para o Molho de Laranja: 1 colher de sopa de margarina ou manteiga Para o Molho de Maracujá: 1 ovo 1 colher de chá de açúcar 1 O molho de laranja é muito suave e saboroso. Para prepara-lo, primeiro faça uma misturinha com o suco de laranja e limão sem peneirar, noz moscada e sal. E deixe-a reservada para depois acrescentar aos outros ingredientes quentes. Leve ao fogo a manteiga até derreter, depois acrescente a farinha fora do fogo até ficar cremoso. Volte para o fogo acrescentando a misturinha e mexe até engrossar. A noz moscada também pode ser colocada só no final quando o fogo estiver desligado. Para deixar o molho bem fofo, misture uma gema e a clara em neve mexendo bem rápido. 2 O molho de maracujá tem um sabor marcante e exótico. Comece batendo a polpa do maracujá no liquidificador de forma que as sementes fiquem integras. Use o pulsar ou ligue e desligue o liquidificador.Logo em seguida passe pela peneira e deixe reservado. Refogue uma cebola picada na manteiga derretida, acrescente o mel e o suco de maracujá.É importante perceber se está muito ácido, pois com uma colher de sobremesa de açúcar pode ser atenuada. Deixe os sabores se misturarem no fogo baixo por 2 minutos. O molho de maracujá fica muito gostoso com o salmão em postas, porque deixa equilibrado os sabores, sendo que o molho é forte. 3 Para todos os molhos, o preparo do salmão é igual. O ideal para o consumo com molhos é o filé ou postas. Tempero com sal a gosto e um limão. Não deixe descansar o tempero, pois o ideal é que o peixe não fique tão temperado. Leve ao forno a 180 graus coberto por papel alumínio e asse por 30 minutos, virando a cada 15 minutos. Nos últimos 5 minutos já remova o papel. Quando estiver pronto, coloque o molho de sua preferência.

Molho barbecue original

Molho barbecue original

Por Vovó Matilda 30 de setembro de 2014 0

Galeria Molho barbecue original O molho barbecue original foi criado pelos norte- americanos com a intensão de criar um molho que lembrasse o sabor churrasco. Hoje ele é mais utilizado para acompanhar carnes nos churrascos, porque é um molho marcante, forte. Os molhos industrializados, em sua maioria, são mais suavizados. É possível encontra-lo até em barracas de pastel na feira, em casas de hot dog, mas nem sempre foi assim.Hoje é um molho conhecido e popular, embora o original mesmo continue sendo oferecido em restaurantes mais tradicionais. Para fazer em casa é simples, porém é necessário um pouco de procura pelos ingredientes, mas vale muito a pena. O molho barbecue fica perfeito em costelinhas de porco, carnes mais pesadas e também em frango assado e frito. Os acompanhamentos são rodelas de cebola a milanesa ou batata frita, arroz, saladas com folhas verde escura como a rúcula. Serve também como aperitivo para tomar com cerveja e melhor ainda com cerveja preta. Instruções Coisas que você precisa 1 xícara de chá de catchup concentrado 1/4 de xícara de mel 1 xícara de chá de pimentão picado 1/2 colher de sopa de hortelã seca 1 colheres de sopa de mostarda 1 colher de sobremesa de sal 1 xícara de chá de vinho branco seco 1/2 colher de sopa de molho de pimenta vermelha 1 dente de alho espremido 2 colheres de sopa de salsa seca 3 colheres de sopa de molho inglês 3 colheres de sopa de vinagre tinto 3 xícaras de cebola picada 2 colheres de suco de limão 1 colher de sopa de extrato de fumaça para defumação 1 O molho barbecue original é muito perfumado e apetitoso. Têm duas formas de prepara-lo, uma delas é colocando tudo junto na panela e cozer no fogo baixo mexendo às vezes até ficar grosso e escuro. 2 A outra forma é refogando a cebola, o pimentão, o alho junto com o vinho branco. Depois acrescente os ervas: salsa, hortelã ao suco de limão e vinagre. Depois acrescente todos os molhos e misture bem. Deixe ferver bastante, mexendo para não grudar no fundo da panela em fogo baixo até engrossar e escurecer. Colocar os ingredientes aos poucos altera o sabor no final, porém não há problemas em coloca-los todos de uma só vez. 3 O extrato de fumaça para defumação pode ser encontrado em mercados municipais, em casas de carnes mais especializadas, mercearias com produtos importados. Existem muitas marcas nacionais boas e também pode ser usado o líquido defumador fumaça se não tiver em sua cidade. No caso do líquido acrescente umas três gotas e experimente até chegar ao ponto, lembrando que quanto mais se ferve o molho, mais intensifica os sabores. Dicas e AVISOS Não substitua e nem altere as proporções dos ingredientes caso queira manter a originalidade do molho. É preferível usar outras receitas ou molho pronto caso queira um outro resultado.O único ingrediente que pode ser alterado é o catchup, pois pode ser mais adocicado ou picante.

Dobradinha com feijão branco

Dobradinha com feijão branco

Por Vovó Matilda 30 de setembro de 2014 0

Galeria Dobradinha com feijão branco Dobradinha com feijão branco é uma iguaria da culinária degustada até por turistas internacionais. É um prato que pode ser degustado tradicionalmente com arroz ou como prato único, pois além do sabor concentrado é muito saciável dispensando acompanhamentos. Desvende a culinária aprendendo a fazer dobradinha com feijão branco. Dificuldade Fácil Instruções Coisas que você precisa 5 Cenouras médias. 3 Folhas de louro. 500 Gramas de feijão branco. 3 Dentes de alho. 50 Gramas de azeitona verde sem caroço. 1 Cebola média. 300 Gramas de costelinha salgada. 1 Quilo de dobradinha. 2 Colheres de sopa de óleo de soja. 2 Linguiças tipo calabresa. 300 Gramas de carne seca ponta de agulha. 1 Limão. 1 Primeiro corte a carne seca em pedaços com medida de 2 dedos e faça o mesmo com a calabresa. Para cortar a costelinha siga o espaço entre cada osso, depois lave os salgados, coloque em uma vasilha e encha com água até cobrir. Leve para a geladeira e troque a água no mínimo duas vezes. 2 Corte a dobradinha em cubos, coloque água na panela, esprema o limão e ponha a dobradinha. Leve ao fogo e deixe ferver. Depois apague e escorra. Lave o feijão branco, deixe de molho por 1 hora, coloque na panela de pressão e adicione a dobradinha, todos os salgados e as folhas de louro. Feche a panela e deixe cozinhar 40 minutos. 3 Quando apagar o fogo, enquanto espera sair o ar da pressão amasse bem os dentes de alhos sem adicionar sal. Pique a cebola em pequenos cubinhos, misture com o alho e ponha em uma frigideira com óleo de soja. Lave as cenouras, descasque e corte em rodelas. Abra a panela de pressão, espete a dobradinha e os salgados com um garfo para saber se está cozido. Faça o mesmo com o feijão. 4 Temperando a dobradinha. Ponha a frigideira no fogo para dourar a cebola e o alho. Abra a panela de pressão, vire o tempero, coloque a cenoura, as azeitonas, mexa e leve ao fogo por mais 5 minutos com pressão. Dicas e AVISOS Sirva com arroz branco e salada de alface com tomate. Para incrementar o tempero, pode acrescentar 1 tomate cortado em cubos, meio pimentão e meio molho de cheiro verde. Para tirar o sal das carnes, coloque na geladeira um dia antes do preparo. Antes de levar ao fogo, lave e coloque tudo em uma panela com água, espere começar borbulhar, apague o fogo e escorra. Assim terá a certeza que tudo está perfeitamente dessalgado e pronto para o cozimento. Quando abrir a panela, se a dobradinha e os salgados estiverem cozidos e o feijão ainda um pouco duro, separe colocando em outra panela e leve apenas o feijão ao fogo novamente por mais 20 minutos para cozinhar. Não abra a panela de pressão enquanto estiver emitindo chiado.

Tipos de pimenta

Tipos de pimenta

Por Vovó Matilda 30 de setembro de 2014 0

Galeria Tipos de pimenta Pimentas são frutos tropicais de sabor picante/ardido, originários da América Central e da Ásia. Para muitos povos são ingrediente indispensável na culinária. Atualmente se tem conhecimento da existência de substâncias benéficas ao organismo presentes nas pimentas. Muitos tipos de pimentas podem ser encontrados pelo mundo, há aquelas apenas ornamentais, revelando-se muito bonitas em vasos e floreiras, e ainda as pimentas podem ser ou não comestíveis. As chamadas Vermelha e Preta são as duas grandes famílias de pimentas comestíveis que reúnem diversos tipos pelas suas características semelhantes. Dificuldade Fácil Instruções 1 As pimentas vermelhas são ricas no ingrediente que lhes confere o sabor ardido, a capsaicina, assim como em vitamina C, que também possuem em grande quantidade duas substâncias com grande poder antioxidante, ou seja, atua sobre o envelhecimento celular. Outra propriedade das pimentas vermelhas é a capacidade de acelerar o metabolismo corporal aumentando o gasto calórico e favorecendo o emagrecimento, e são termogênicas. Existem ainda estudos que demonstram que a pimenta vermelha produz uma substância com propriedades anestésicas. Algumas das pimentas vermelhas são: 2 Pimenta Malagueta: Muito picante e de sabor acentuado, existe também na variedade verde, de origem brasileiríssima, fica bem com carnes e com nosso arroz com feijão de cada dia. Há quem se atreva a fazer conservas em vinagre. 3 Pimentão: Uma pimenta mais suave, que se pode comer sem medo em saladas e mesmo em molhos, fica muito saboroso junto a peixes e existe em cores verde, vermelho e amarelo, que podem contribuir para aumentar a atratividade de um prato. 4 Pimenta Dedo de Moça: Suave em aroma e sabor, saborosa em molhos para carne, em feijão e tapioca e até mesmo para acompanhar doces. Pode ser usada na confecção de geleia. 5 Pimenta Jalapeno: Tem esse nome em homenagem à cidade de Jalapa, no México. É muito aromática e seu sabor fortemente picante. É tradicionalmente adicionada a burritos e tacos, ou ainda apreciada sem acompanhamentos por aqueles que se consideram capazes. 6 As pimentas pretas são caracteristicamente ricas em piperina. Também de sabor ardido, esta substância tem sido relacionada a melhoras do sistema digestivo e também apresentam capacidade antioxidante. As três representantes das pimentas pretas são originadas das variações de processamento do mesmo vegetal Piper Nigrun, que na Pimenta Preta ou do Reino se utiliza o fruto (baga) inteiro e maduro, na Pimenta do Reino Verde o fruto é utilizado ainda imaturo e a Pimenta Branca utiliza apenas as sementes da baga. 7 Pimenta do Reino ou Preta: As bagas são pequenas e podem ser vermelhas ou verdes antes de processadas por fervura e secas, e ficam então ressecadas e negras. O sabor é bastante forte e suavemente picante, utilizada em carnes e molhos. 8 Pimenta do Reino Verde: Utilizada em pratos mais elaborados, chamada pelos franceses de poivre vert, ou seja, pimenta verde. 9 Pimenta Branca: Com sabor muito mais suave que a pimenta do reino é utilizada em pratos também de sabor suave, tais como molhos brancos, suflês e alguns peixes.